Saudosa amizade

Rio de Janeiro, 20 de maio de 2021.

Querido amigo,

Estou lhe escrevendo para me despedir, antes que seja tarde. Durante esse período difícil em que vivemos, você foi uma das pessoas com quem mais me comuniquei, mesmo que estando distante.

Me peguei triste em alguns momentos, mas graças a sua amizade esses passaram rapidamente. Não nos vemos desde março de 2020, quando as aulas foram suspensas pela pandemia, porém, mesmo assim, não perdemos nossa conexão de amigos.

Quando recebi a notícia que você sairia do CEFET, fiquei muito pensativo e preocupado… um medo de toda aquela conexão que temos se perder com o tempo e a distância cada vez maior. Sei que Caxias e Pilares, não ficam tão longe, mas, no momento em que vivemos, tudo fica difícil.

Esperava matar a saudade de você quando as aulas voltassem, porém, isso não será mais possível. Ainda me lembro da primeira vez que nos falamos, a primeira pessoa com quem puxei assunto na turma, e foi amizade à primeira vista (haha). Depois disso, não nos separamos mais. Sempre estávamos juntos pelos corredores. Quantas lembranças boas temos e muitas histórias para contar.

Espero que quando tudo isso passar a gente possa marcar algo para matarmos a saudade. Uma amizade boa assim não se acaba por isso. Espero que a nova escola seja boa e que você tenha muito sucesso. Assim que puder, vá ao CEFET nos visitar, relembrar os velhos tempos.

Se cuide! Espero que esteja bem e seguro.

Um beijo na família e um forte abraço!

Até breve! Quando tudo isso passar.

Gabriel Francisconi