Rio de Sons

Na cidade há som. O Rio de Janeiro é canção e barulho. Nossos ouvidos escutam um velho samba que toca em um botequim, o grito do ambulante que amola uma faca, o bloco de carnaval que passa na rua, o helicóptero que sobrevoa uma comunidade. O silêncio não existe. Ao andarmos pela cidade temos sons e significados, que carregam traços e códigos partilhados, dos quais os cariocas são, simultaneamente, produtores e produtos.