Vermelho Guanabara

...leia mais

Vermelho Guanabara é um experimento inspirado nos filmes de sinfonias urbanas do início do século XX. Manhatta (Strand e Scheeler, 1921), O homem com a câmera (Vertov, 1929), Berlim – sinfonia de uma cidade (Ruttmann, 1927), São Paulo – sinfonia da metrópole (Lustig e Kemeny, 1929), para citar alguns, são ensaios cinematográficos que oferecem um precioso vislumbre sobre as novas metrópoles então em crescimento. Com Vermelho Guanabara, é a vez da cidade do Rio de Janeiro dançar o ritmo contagiante e contraditório do progresso. Na lacuna das imagens que faltam – do cinema brasileiro, da cidade febril, das mulheres e dos homens que lá viveram – o experimento em vermelho tece sua própria sinfonia. Flagrantes de sonhos, bons e ruins, da cidade, sua imagem ansiada e seus habitantes são selecionados e associados em duas telas simultâneas.
Andréa França

Skip to content