Aldeia Maracanã

Autores:
José Vitor e Laura Veronese – Turma: 801

A Aldeia Maracanã fica nas proximidades do Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. É um local de resistência cultural e de resistência indígena. As comunidades indígenas e a cidade reconhecem a importância histórica deste local. O povo indígena da Aldeia Maracanã começou a ocupar, em 2006, o prédio do Museu do Índio, construído em 1862 e desativado em 1978.

O objetivo da ocupação era preservar e revitalizar o patrimônio cultural indígena, transformando o local em um centro de referência para as culturas indígenas do Brasil. A Aldeia Maracanã se tornou um símbolo de resistência e luta pelos direitos indígenas, apoiando uma variedade de eventos culturais, educacionais e políticos.

Em 2013, quando os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 estavam em andamento, houve uma tentativa de expulsão forçada dos povos indígenas que ocupavam a Aldeia Maracanã, resultando em protestos e um grande impacto na mídia. A resistência dos povos indígenas e o apoio de movimentos sociais e culturais impediram que o espaço fosse totalmente destruído.

A Aldeia Maracanã continua a ser um ponto importante para defender e promover a cultura indígena no Rio de Janeiro até hoje. O local serve como um lugar para se reunir, aprender e celebrar as tradições e direitos dos povos indígenas. Ele enfatiza a importância da preservação cultural e do reconhecimento das contribuições dos povos indígenas para a sociedade brasileira.

Casarão da Aldeia Maracanã, Rio de Janeiro. Foto por Marcos Luz. Fonte: Flickr

Aldeia Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. Foto por Alenice Baeta, Nov. 2012. Fonte: CEDEFES

Patrocínios

Logo da Lei de Incentivo à CulturaLogo NorsulLogo Btg PactualLogo Kasznar LeonardosLogo Adam Capital
Logo Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Parceiros

Logo PUC RioLogo Projeto República UFMG
Logo MobcomLogo Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro

Realização

Logo Rio Memórias
Logo Baluarte CulturaLogo MINC Governo Federal
Pular para o conteúdo