Nova democracia, novos conflitos

Na década de 1980, não foram poucas as vezes em que um acontecimento de relevância nacional tornou-se a senha para que amplos setores sociais tomassem as ruas do Rio de Janeiro. Ocupar as ruas e praças era uma ação efetiva utilizada como forma de acesso ao debate quando todos os outros dispositivos de diálogo estavam fechados. Passeatas, piquetes e protestos de rua são estratégias de ocupação do mundo público empregadas pelos novos atores políticos que inauguraram a Nova República no Brasil.