Desde que o Rio é Rio

Existem algumas moléstias que fazem parte do cotidiano do Rio desde a chegada dos primeiros portugueses à Baía de Guanabara – muitas delas, inclusive, trazidas por estes mesmos homens. Doenças que, em sua forma epidêmica, atravessaram os séculos e marcaram, de maneira indelével, a memória da cidade e o jeito de ser do carioca.

Skip to content